Algarve vai ter a sua primeira Comunidade Compassiva em Faro, Loulé e São Brás de Alportel

“Viver ComPaixão” é esta a designação do projeto vencedor que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) e a Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Faro-Loulé (DL CVP Faro-Loulé), apresentaram ao concurso “Portugal Compassivo – Laços Que Cuidam”.
Este concurso, resultou de um protocolo de cooperação entre a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos e a Fundação “la Caixa” e teve como objetivo principal e final a atribuição de financiamento para a criação de comunidades compassivas, que permitam o cumprimento dos critérios vigentes de certificação pelo movimento internacional “Charter for Compassion”.

De acordo com Giovanni Cerullo, médico da Equipa de Cuidados Paliativos da Unidade Hospitalar de Faro e representante do projeto pelo CHUA, “é mais um motivo de orgulho pelo facto do CHUA ser o impulsionador da criação de uma comunidade compassiva na região do Algarve, comunidade essa que irá melhorar a qualidade de vida das pessoas e criar uma cultura de compaixão. Mais uma vez o CHUA sai das suas paredes para ir ao encontro dos utentes”.

Vitor Alua, sociólogo, coordenador da Área de Formação Projetos, representante do projeto pela DL CVP de Faro-Loulé realça “que este projeto se realizará, em rede, com mais de 15 parceiros locais, regionais, nacionais e espanhóis de vários setores da sociedade que de imediato disseram: sim, queremos construir convosco! Será o início de um longo, mas gratificante trajeto onde, em conjunto, (como referiu um dos parceiros do projeto) vamos agora “baixar” esta inspiradora visão até à sua materialização! Venham connosco!”

Partilhar: