Serviços Clínicos

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.

Consulta de pré-concepção [em situações de patologia materna];

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca >P95 ou > 3,5 mm;

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de rastreio combinado de cromossomopatias ou amniocentese para cariótipo fetal [nota: realização da amniocentese necessita de consentimento informado escrito da grávida]

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual, com patologia fetal]

Consulta de enfermagem prévia [para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno, parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência]

Rastreio e diagnóstico pré-natal de anomalias cromossómicas no 1º trimestre e malformações estruturais no 2º trimestre da gravidez

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo elaborado na Unidade Coordenadora Funcional de Saúde Materna de Faro, nas seguintes situações:

– consultas de avaliação de risco obstétrico às 20-22 semanas com realização de ecografia

– consulta de referência entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação do parto [será necessário consentimento informado das grávidas nas seguintes situações: quando proposto internamento para cesariana eletiva;quando proposta indução do trabalho de parto; quando pretendam laqueação tubária, em caso de parto por cesariana]

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

Interrupção legal da gravidez [em todas as alíneas que a legislação contempla – será necessário consentimento informado quer para a IVG medicamentosa quer para a cirúrgica]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério e de Interrupção da gravidez – será necessário consentimento informado escrito para a colocação de Implante sub-cutâneo ou Dispositivo intra-uterino e em caso de pedido de laqueação tubária]

O internamento de Obstetrícia no Hospital de Faro tem uma lotação total de 49 camas, distribuídas entre a unidade de grávidas e a unidade de puérperas.

A Unidade de Grávidas destina-se ao internamento durante a gravidez por patologia prévia ou decorrente da gravidez, bem como das grávidas em início de trabalhode parto, para cesariana eletiva ou indução do trabalho de parto.

A Unidade de Puérperas assegura os cuidados à mãe e ao recém-nascido, realizando durante o internamento os ensinos aos pais. Aqui, encontra-se ainda o Cantinho da Amamentação, vocacionado para facilitar e fomentar o aleitamento materno exclusivo.


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• 3 Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos plásticos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:
• 3 a 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• Fraldas descartáveis;
• 2 a 3 fraldas de pano;
• Toalha de Banho.

Num saco separado deve levar para o Bloco de Partos a primeira roupa do seu bebé, uma fralda e umas cuecas.
Identifique os sacos.
Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.


Trabalho de Parto

A grávida/parturiente durante a permanência na sala de partos tem direito a ser acompanhada pelo cônjuge/companheiro ou outra pessoa à sua escolha e terá possibilidade de optar pela realização de analgesia epidural (disponível 24h/dia).


Alimentação

Durante o seu internamento as refeições serão servidas no seguinte horário:
09 horas – Pequeno-almoço
11 horas – Meio da manhã
13 horas – Almoço
17 horas – Lanche
19 horas – Jantar
22 horas – Ceia


Visitas

A entrada das visitas faz-se pelo hall do 2º piso, onde serão entregues os cartões-de-visita.
As visitas ocorrem diariamente no horário:
Enfermaria de Grávidas
13 horas – 16 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
16 horas – 19 horas ______________ 2 pessoas
19 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa

Enfermaria de Puérperas (pós-parto)
10 horas – 21 horas ______________ 1 pessoa
(cônjuge/companheiro)
15 horas – 18 horas ______________ 2 pessoa
(Máximo 2 pessoas a contar com o cônjuge/companheiro))
Os irmãos (menores de 12 anos), apenas podem permanecer no Serviço durante o período de visita social e sempre acompanhados pelo pai ou pessoa significativa.


Aos visitantes, pedimos que respeitem:

• Os horários de visita;
• O número de visitantes a cada horário;
• O silêncio necessário ao descanso e à recuperação das utentes;
• O espaço das utentes (evitem permanecer no corredor e sentar-se nas camas).
• Higienização/lavagem das mãos, sempre antes e após o contacto com o doente.

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica e Ginecológica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou em turismo no Algarve.

No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia (24/24 horas).

Dispomos de uma unidade de Cuidados Intensivo Neonatais 24/24 horas.

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor.

 

Consultas externas de Obstetrícia (Faro) | 289 891 162

Urgência Ginecologia/Obstetrícia (Faro) | 289 891 278 | 289 891 130

 

Diretor
Dr.Fernando Guerreiro

Enfermeira-chefe da Obstetrícia
Enfª Alda Santos

Enfermeira-chefe da Urgência Obstétrica/ Bloco Partos
Enfª Adelaide Medinas

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como MISSÃO a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

O Serviço de Obstetrícia na unidade de Portimão é certificado pela OMS/UNICEF como «Hospital Amigo dos Bebés» desde 2008, tendo sido recertificado em 2013. Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao Aleitamento Materno, disponibilizando a ajuda necessária a mães e bebés.

Apostando no trabalho de equipa e na multidisciplinariedade sempre com vista à melhoria contínua dos cuidados de saúde às mulheres, articulamo-nos com os Serviços Clínicos de Pediatria, Ginecologia, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna – em particular com Diabetologia, Hipertensão Arterial e Nutrição – Psiquiatria e Psicologia Clínica.

Consulta de Diagnóstico Pré-natal nas seguintes situações:

– História familiar de doença genética;

– Filho anterior com anomalia estrutural, cromossómica, doença monogénica ou hidropsia fetal;

– Anomalia fetal na gravidez atual;

– Translucência da nuca anómala (em ecografia prévia)

– Alterações do líquido amniótico (hidramnio ou oligoâmnio);

– Aloimunização anti-D ou de outro grupo com significado clínico;

– Ingestão de fármacos reconhecidamente teratogénicos (categoria X)

– Aborto recorrente (>2 abortos espontâneos)

– Grávidas >35 anos à data prevista para o parto para oferta de amniocentese para cariótipo fetal  

Consulta de Aconselhamento Genético [por referenciação da Consulta de Diagnóstico Pré-natal ou de medicina materno fetal]

Consulta de Medicina Materno-Fetal [para grávidas de médio e alto risco, em situações de patologia materna anterior à gravidez; com patologia materna desencadeada na gravidez atual; com patologia fetal]

Referenciação externa para ecocardiografia fetal [quando clinicamente indicado]

Vigilância integrada da gravidez de baixo risco com os Cuidados de Saúde Primários por protocolo e critérios de referênciação com a Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Saúde Materna do Barlavento, nas seguintes situações:

– consulta de referência semanal entre as 36 e as 40 semanas para avaliação do bem estar materno e fetal e programação da enventual indução e via do parto

– consulta de enfermagem prévia para ensinos sobre a gravidez normal, aleitamento materno e parentalidade responsável e sinais de alerta para recorrer ao Serviço de Urgência

– Cursos de preparação para o parto e nascimento

– “Parto Falado” – sessões semanais em grupo de esclarecimento de questões sobre o trabalho de parto e parto [inclui visita ao Bloco de Partos e Internamento de Obstetrícia]

Interrupção Voluntária da Gravidez – IVG [em todas as alíneas que a legislação contempla]

Interrupção Terapeutica da Gravidez[em todas as alíneas que a legislação contempla]

Planeamento familiar [associado às consultas do Puerpério, de Interrupção da gravidez e por referenciação da UCF Barlavento)

A unidade de internamento da Obstetrícia localiza-se no 2º piso ao lado do Bloco de Partos e dispõe de 21 camas e 21 berços, uma vez que é praticado o alojamento conjunto [mãe e recém-nascido permanecem juntos desde a entrada no serviço atá ao momento da alta, salvo contra-indicação clínica].

Consulte aqui o GUIA DE ACOLHIMENTO À GRÁVIDA


O que trazer?

Documentos:
• Boletim de Saúde da Grávida;
• Cartão do Cidadão;
• Todos os exames que fez durante a gravidez (ecografias, análises, outros exames);

Roupa para a mamã:
Poderá trazer para o internamento alguns objetos de uso pessoal que podem tornar a sua estadia mais confortável:
• Camisas de dormir;
• Cuecas;
• Soutiens de amamentação ou outros;
• Chinelos;
• Roupão ou robe;
• Toalhas de banho e rosto
• Objetos de higiene pessoal, como: Sabonete, gel de banho, champô, Escova de dentes e pasta de dentes, Escova de cabelo e/ou pente de cabelo.

Roupa para o bebé:

• 4 mudas completas de roupa: roupa interior e baby-grow;
• roupa de berço: lençois e cobertor
• fraldas descartáveis;
• fraldas de pano;
• toalha de banho;

Aconselha-se o uso de um saco de viagem em vez de mala (é mais fácil de acomodar no armário da enfermaria).

Por motivos de segurança evite trazer para o hospital objetos de valor e dinheiro.

Cada enfermaria (quarto) dispõe de:

– 1 WC

– 1 armário por cada cama onde deve guardar roupa e objectos

– 1 banheira para o recém-nascido

Dispomos de um sistema de segurança para os recém-nascidos através de pulseiras eletrónicas, colocadas no pós-parto imediato (sistema antirrapto), sistema de videovigilância e acesso controlado com porta codificada à entrada do serviço.

Durante o internamento, para além dos cuidados à puerpera e recém-nascido, são ainda realizados ensinos sobre os cuidados a ter com o recém-nascido.

Cantinho da Amamentação

Poderá durante e após o internamento, esclarecer todas as questões sobre o Aleitamento Materno, bem como obter o apoio especializado das conselheiras em Aleitamento Materno da instituição.

Rastreio Auditivo Neonatal

Todos os recém-nascidos fazem, preferencialmente até às 48 horas de vida,o rastreio auditivo para despiste de problemas auditivos, com vista a promover o adequado desenvolvimento da fala e da linguagem.

Registo dos bebés

As medidas de contenção e prevenção da COVID-19 determinaram o encerramento temporário dos Balcões Nascer Cidadão em maternidades e hospitais. O registo dos bebés deve agora ser realizado online. Este serviço online permite, de forma segura, pedir o registo de nascimento e o primeiro cartão de cidadão. Saiba Mais AQUI

Alta Segura

Sessões de ensino e treino para as puérperas e pais/família que visam o empoderamento parental para o adequado transporte do recém-nascido no automóvel após a alta hospitalar.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – dowload

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve.min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

 

Dispomos de equipas de atendimento especializado em Urgência e Emergência Obstétrica, 24/24 horas.

Asseguramos o atendimento na gravidez, parto e puerpério a todas as grávidas residentes ou que se encontrem no Algarve.
No trabalho de parto, disponibilizamos analgesia epidural assegurada pelo Serviço de Anestesiologia.

Temos ao dispor da grávida durante o trabalho de parto um conjunto de medidas não farmacológicas de alivio da dor [com o apoio e dos profissionais]

– Musica – regulável pela gravida

– Deambulação

– Bola de pilates

– Controlo de iluminação na sala

– Ingestão de alimentos

– kit para massagem de relaxamento e alívio da dor

Incentivamos o corte do cordão umbilical pelo pai ou mãe, bem como o contacto pele a pele, que consite na colocação do bebé no peito da mãe imediatamente após o nascimento.

Praticamos o alojamento conjunto – mãe e recém-nascido permanecem juntos desde o nascimento até à saída do serviço [excepto quando clinicamente impossível, nomeadamente quando o recém-nascido necessita de cuidados especializados e internamento em neonatologia]

Dispomos de Cuidados Neonatais 24/24 horas.

Plano de Parto

O plano de parto, também chamado de plano de nascimento, é um documento escrito pela grávida e acompanhante, e deve refletir os seus desejos e expectativas para o momento do parto. Este documento deve servir de guia para os profissionais de saúde que assistem a grávida no Bloco de Partos e deve ser elaborado entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

O plano de parto deve ser preenchido pela grávida e acompanhante. Deve ser acompanhado de carta ao diretor do serviço e enfermeira chefe.

CARTA ao diretor e enfermeira chefe – download

PLANO DE PARTO – download

Pode enviar o seu plano de Parto:

– Por email para dsergin@chalgarve.min-saude.pt e ecblopar@chalgarve-min-saude.pt

– Pelo correio – Sítio do Poço Seco 8500-338 Portimão (A/C Diretor do Serviço de Obstetrícia – CHAlgarve Portimão)

Acesso

Realiza-se pela Urgência Geral.

Taxas Moderadoras

De acordo com a legislação em vigor, as grávidas estão isentas do pagamento de taxas moderadoras.

Urgência Ginecológica/Obstétrica (Portimão) | 282 450 345 | secsblopar@chalgarve.min-saude.pt

Cantinho da Amamentação (Portimão) | 965 959 554

 

A especialidade de Obstetrícia no Centro Hospitalar Universitário do Algarve está disponível nas unidades de Faro e Portimão.

Escolha a unidade hospitalar sobre a qual pretende obter informação mais especifica.

Diretora
Ana Paula Cabrita Silva

Enfermeira-chefe Bloco de Partos e Enfermaria de Grávidas
Enfª Antónia Nabais

Enfermeira-chefe Enfermaria de Puérperas
Enfª Maria José Fonseca

 

Constituído por uma equipa de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais, o Serviço tem como missão a assistência às grávidas na pré-concepção, gravidez, parto e puerpério.

A procura da excelência é uma constante do Serviço de Obstetrícia, pelo que este se encontra envolvido em projetos de melhoria contínua da qualidade, nomeadamente «Maternidade com Qualidade» e «Hospital Amigo dos bebés». Está desde 2014 CERTIFICADO pela Direção Geral da Saúde com o nível de qualidade BOM.

Tendo como filosofia o trabalho em equipa e a multidisciplinaridade, articulando-se com os Serviços Clínicos de Pediatria, Neonatalogia, Ginecologia, Anestesiologia, Psicologia Clínica, Psiquiatria, Cirurgia Geral e de Medicina Interna em particular com Diabetologia e Nutrição.