Profissionais do CHAlgarve assinalaram Dia Nacional do Doente com AVC com rastreios e ações de sensibilização

Cerca de duas centenas de pessoas participaram ontem (31 de março) nos rastreios promovidos pelos profissionais de saúde do Centro Hospitalar do Algarve nas cidades de Faro e Lagos no âmbito do Dia Nacional do Doente com AVC.

Avaliar os fatores de risco vascular e promover ações de sensibilização para adoção de hábitos de vida saudáveis foram alguns dos objetivos definidos pela equipa multidisciplinar de profissionais de saúde que voltou a estar junto da comunidade para assinalar este dia e associar-se, desta forma, às atividades nacionais da Sociedade Portuguesa de AVC.

Para além das atividades desenvolvidas nos espaço público junto da comunidade decorreu ainda em Faro, no auditório do hospital, uma palestra sobre o tema «Acidente Vascular Cerebral – O que é? Sinais e sintomas», proferida pela médica interna Ana Lúcia Gomes, e pela enfermeira Ana Agostinho, do Serviço de Urgência.

A sessão de abertura contou com a presença do Presidente da ARS Algarve, Paulo Morgado, e dos representantes do Conselho de Administração do CHAlgarve, nomeadamente o seu Presidente, Joaquim Ramalho, o Diretor Clínico, Carlos Santos, e o Enfermeiro Diretor, Nuno Murcho. Estiveram ainda presentes a Diretora do Serviço de Medicina 1 e da Unidade de AVC, Ana Lopes, e a Coordenadora da Unidade de AVC, Ana Paula Fidalgo.

Falando a importância da temática, o Presidente da ARS Algarve, Paulo Morgado, sublinhou a importância deste tipo de iniciativas como uma aposta clara na prevenção, destacando ainda o trabalho e contributo que a unidade de AVC do CHAlgarve tem vindo a dar no tratamento desta patologia.

Opinião partilhada pelo Presidente do Centro Hospitalar do Algarve, Joaquim Ramalho, que sublinhou a importância do trabalho multidisciplinar desenvolvido pelos profissionais de saúde, em parceria com outras entidades, como foi o caso da Escola Superior de Saúde de Faro e da Sociedade Portuguesa de AVC, através de iniciativas dirigidas aos cidadãos, prevenindo os fatores de risco vascular e fomentando hábitos de vida mais saudáveis.

Para além dos rastreios, das ações de sensibilização e da palestra temática, o programa contemplou ainda um piquenique no Parque de Lazer das Figuras, em Faro, com um menu saudável supervisionado pelos profissionais do Serviço de Dietética e Nutrição do CHAlgarve. Como referiu a dietista Vanessa Mendes, “com esta ação tentámos mostrar, de forma prática, e essencialmente dar a provar opções alimentares saudáveis e nutritivas mesmo em contexto de piquenique e que podem permitir às pessoas variar a sua alimentação”.

A parte da tarde foi dedicada aos conteúdos práticos num workshop sobre «Pontos base de agilização da Via Verde do AVC», que contou com as preleções da enfermeira Ana Agostinho e da Terapeuta Ocupacional Ana Botelho.

As atividades terminaram no dia 1 de abril com um programa dedicado a toda a família através de uma caminhada que decorreu no Parque Ribeirinho de Faro. Durante esta iniciativa ao ar livre os profissionais de saúde fizeram várias paragens e alertaram para a importância do exercício físico.

Partilhar: